Óleo de coco - Corpo? Rosto? Porque? Como?





O óleo de coco ganhou uma fama repentina, e ultimamente muito falado no facebook, embora já seja conhecido e utilizado cientificamente à muitos anos. Mas o que é o óleo de coco? Para que serve? Porque é assim tão falado?

Ao ver tanta fama em roda de um produto vegetal e 100% natural, é lógico que tive de pesquisar e perder umas horas neste assunto e depois pensei? porque não compilar isto tudo e fazer-vos um post elucidativo? :D

Antes de mais, devemos ter em atenção ao óleo que compramos, pois este deve ser 100% vegetal sem conservantes nem parafinas.

É antibacteriano e antifúngico, atua como um hidratante e possui capacidade de penetrar e curar mazelas da pele e cabelos, ajudando na elasticidade,  processo de cicatrização e acne, por causa de sua extrema afinidade para com as proteínas naturais de nosso corpo.

Um dos grandes segredos neste produto é o facto de conter ácido láurico na sua composição. Mas o que é ácido láurico?

O ácido láurico, que é um dos compostos do leite materno, atua como anti-inflamatório e possui propriedades antibacterianas e anti-fúngicas. Sua presença faz com que os óleos láuricos endureçam em temperaturas menores do que 23°C resultando numa consistência pastosa.


  • Possui elevada afinidade para com as proteínas das células do corpo, destaque especial para a fibra capilar;
  • Atua sobre o bulbo capilar podendo estimular o crescimento e inibir a queda dos cabelos
  • - Penetra profundamente entre as cutículas da fibra capilar resultando em fios de cabelo mais fortes, macios e brilhantes.
  • Penetra com extrema rapidez pelos poros da pele, facilitando a entrada de óleos essenciais e outros bioativos. Ou seja, é um excelente veículo carreador para massagens e hidratações corporais profundas.
  • Por sua ação antioxidante, óleos láuricos ajudam no combate ao envelhecimento prevenindo a formação de rugas. Por ser emoliente e umectante, confere à pele maciez e lubrificação, além de preservar a elasticidade natural.
  • Previne estrias se usado localmente e diariamente por grávidas
  • Auxilia no combate à acne devido a sua ação anti-inflamatória e antibacterianas. Um estudo concluído em 2009 comprovou que o ácido láurico tem potencial para destruir um tipo de bactéria conhecida como P. acnes, a colonização deste tipo de bactéria nos poros é a causa de infecções e inflamações.
  • Reduz inflamações cutâneas e combate à cândida e outros fungos.
  • Atua como imunomodulador ao penetrar no corpo contribuindo assim para o fortalecimento da imunidade e equilíbrio de quadros inflamatórios.
Fonte: Acorda Bonita

*********************
Agora depois de percebermos o porquê e de todo este bláblá, vamos ao que interessa, como pode ser utilizado?


Rosto?
Pode ser utilizado como desmaquilhante, até na maquilhagem à prova de água. Não agride nem resseca a pele, tendo a vantagem de ser natural e sem álcool. Pelo que as peles sensíveis agradecem.
Modo de utilização: Aplicar uma quantidade generosa sobre a pele maquilhada e seca, fazendo movimentos circulares e suaves, massajando a pele até formar uma pasta colorida (lol), Quando sentir que toda a maquilhagem foi dissolvida,é só passar com um lenço ou algodão.

A mesma forma pode ser utilizada também para a simples limpeza do rosto que devemos fazer de manha e à noite mesmo quando não nos maquilhamos.

Esta forma também atua muito bem como máscara facial, pelo que o procedimento é igual, massajar o rosto com o óleo e deixar atuar até 30 minutos.

Além destas coisas todas obrigatórias que temos ou devemos fazer todos os dias, também entra a parte da esfoliação, a qual deve ser feita pelo menos 1 vez por semana. E se vos disser que basta adicionar açúcar ao óleo e voilá?

Só nesta rotina de rosto já poupamos uns bons euros e não utilizámos quaisquer produtos químicos nem conservantes.

Corpo?
Utilizando a mesma linha de raciocínio acima, podemos hidratar e esfoliar o corpo da mesma forma. Sendo que se quiserem uma esfoliação leve, devem fazê-lo com a pele humedecida.

Cotovelos, joelhos e calcanhares secos? No problem! coloca por 30 minutos. E misturado com óleo de lavanda ou óleo de Rícino é ainda melhor!
(Ler post sobre óleo de Ricino aqui)

Também é muito bom para depilação com a gillete, já que suaviza a pele, faz com que a lamina deslize melhor sem cortar dando ao mesmo tempo uma hidratação e nutrição extra às zona depilada, pois as laminas podem irritar a pele.

Também previne a formação de estrias, já que como falado acima devolve à pele a sua elasticidade normal e natural, podendo esticar sem "partir", sendo bastante aconselhado a grávidas. Sendo que mais uma vez e estando a pessoa gravida, quanto mais naturais melhor.

Como é anti-bacteriano e anti-fungico  é também ideal para cicatrizar pequenas feridas, tatuagens e até mesmo escaldões causados pela exposição solar excessiva.

Também por causa destas características, acaba por funcionar como desodorante, já que combate as bactérias responsáveis pelo mau cheiro no suor. 
Muita gente poderá não saber, mas o que cheira mal não é suar (libertação de agua e sódio) mas sim a proliferação de bactérias em zonas frequentemente húmidas e pouco arejadas, tais como axilas e pés. O mau cheiro resulta da decomposição dessas bactérias (Agora deves estar a pensar, que nojo!)

Por ultimo mas não menos importante, também pode ser utilizado no cabelo e na comida (sendo estas as utilizações mais frequentes) mas para não vos maçar com um post grandee aborrecido, vou separar os temas.

Espero que tenham gostado, e qualquer duvida coloquem nos comentários.